Praia do Rosa
Natureza e diversão em harmonia
Por Renata Lucchesi em 16/11/16
A Praia do Rosa (SC) pode ser considerada um destino completo, com excelentes opções de lazer, gastronomia e hospedagens, além de altas ondas, é claro.
1500x1000
Vista aérea da Praia do Rosa. Foto: SkyZimba.

 

A Praia do Rosa, em Imbituba, Santa Catarina, tem menos de três quilômetros de extensão, mas pode ser considerada um destino completo. Não importa se o seu objetivo é passar o dia surfando ou curtir a noite em meio a muita gente bonita, lá você vai encontrar o que procura. A região ainda preserva o estilo rústico de uma vila de pescadores, mas vem atraindo uma quantidade cada vez maior de turistas jovens – principalmente no verão – que se identificam com a vibe do local, de devoção ao surf e à natureza.

 

Clique aqui para as melhores referências de hospedagens, gastronomia e lazer na Praia do Rosa

 

O pico, um dos mais procurados em Santa Catarina, conta com ondas boas e constantes, que variam de 2 a 6 pés. Qualquer tipo e tamanho de ondulação funciona por lá. Enquanto o Rosa Norte quebra melhor com as de Leste, Nordeste ou Sudeste, acompanhadas pelo vento Nordeste, o canto Sul apresenta suas melhores condições para o surf com ondulações de Sul ou Sudeste e vento terral de Sul.       

  

A Praia do Rosa é a única baía brasileira a fazer parte do Clube das Mais Lindas Baías do Mundo, que conta com apenas 38 participantes. A paisagem é composta por costões, areia branca, mar azul e uma lagoa de água salgada. É claro que a preservação da natureza é uma preocupação constante dos moradores do Rosa. Projetos como o Rosamor têm como objetivo manter a praia sempre limpa, seja com os mutirões de limpeza, a instalação de coletores de bitucas de cigarro ou com a colocação de placas com mensagens como “deixe seu amor...leve seu lixo”. Felizmente, a maioria dos turistas que visitam o Rosa têm consciência ambiental e aprovam iniciativas como as realizadas na última Virada Mágica, uma das festas de réveillon mais famosas e badaladas do Brasil. Os organizadores do evento, batizado de Eco Edition, usaram copos retornáveis em vez dos descartáveis, e também mensuraram e compensaram o impacto ambiental de todas suas atividades adquirindo créditos de carbono provenientes de projetos ambientais.

 

622x415
Albergue Explorer proporciona visão privilegiada do mar e das ondas. Foto: Reprodução.

 

Boa parte das hospedagens na Praia do Rosa seguem práticas sustentáveis, e a esmagadora maioria fica em meio à mata nativa, com vista para o mar e trilhas para a praia. Há opções para todos os gostos e bolsos, para famílias ou grupos de surfistas, de simples pousadas a hotéis mais requintados. Uma boa maneira de compreender o clima descontraído e amigável do Rosa é ficando em um hostel, como o Albergue Explorer. Lá, é possível ver as condições do mar direto da sacada dos quartos, tanto dos individuais, quanto dos compartilhados. A hospitalidade do casal de donos e dos funcionários faz com que você se sinta em casa – uma casa bastante animada, já que churrascos e conversas madrugada a dentro são de praxe. No bar, os idiomas se misturam após algumas cervejas e é possível perceber que, no fim das contas, os argentinos até que são legais. E não só eles. Turistas de diversas partes do mundo se unem no deck para ver o alucinante nascer do sol no Rosa. O céu vira uma explosão de cores incríveis e não há palavras em português, inglês ou espanhol que consigam traduzir o sentimento de gratidão entre os presentes.

 

3072x2048
Pico da Tribo é ótima opção para quem curte a noite. Foto: Reprodução.

  

A variedade gastronômica também é notável, com restaurantes especializados em frutos do mar, comida brasileira, italiana, francesa e até tailandesa. No centrinho, o restaurante japonês Goen chama atenção pelo movimento – ele fica aberto de segunda a segunda, durante o ano inteiro. O ambiente descolado atrai e a ótima comida conquista de vez. Para quem é da noite, o Pico da Tribo é parada certa. A balada mais tradicional do Rosa tem a maior concentração de gente bonita por metro quadrado. A vibe de lá impressiona: todos transmitindo uma alegria contagiante, seja trocando ideia na área aberta, seja curtindo reggae, hip hop ou rock na pista. É impossível resistir à energia do local.

 

622x415
Goen reúne culinária japonesa com um ambiente aconchegante e descolado. Foto: Reprodução.

 

Quem não surfa e não curte baladas também consegue aproveitar a região. O que não faltam são trilhas em Garopaba com um visual alucinante, que desembocam, geralmente, em lugares pouco conhecidos. Cavernas, inscrições milenares e banheiras naturais no meio das pedras são só algumas das surpresas que existem por lá. Outros roteiros podem te levar à Gaia Village, uma vila sustentável, ou ao Centro de Yoga Montanha Encantada, onde é possível passar o dia meditando ou recebendo massagens.

 

Se você prefere mais adrenalina, com certeza irá se sentir em casa na SkyZimba Paraquedismo, em Barra de Ibiraquera. O local por si só já vale a pena: o sítio de 40 hectares conta com restaurante, quadra de vôlei e um recém-inaugurado Cable Park, que permite a prática de wakeboard. Mas nada disso se compara à sensação de saltar de paraquedas em um lugar tão privilegiado pela natureza. A 10 mil pés de altitude, não é o medo que tira o fôlego, mas, sim, a visão que se tem lá de cima. O mar, lagos, dunas, ilhas e diversas tonalidades do verde da vegetação se combinam em uma paisagem que mais parece pintura. Os quarenta segundos de queda livre parecem voar e, então, quando o paraquedas se abre, você tenta absorver toda aquela beleza durante os pouco mais de cinco minutos de navegação. E quem foi para a Praia do Rosa já amando a natureza, volta com a certeza de que ela é ainda mais impressionante.

 

Veja também
Social Surf

Social Surf

Um guia de El Salvador

Maresias

Maresias

Na onda do casamento

Vila Tamarindo

Vila Tamarindo

Refúgio no Campeche

Maresias

Maresias

Destino exuberante

Férias em família

Férias em família

Maresias é o destino

Maresias

Maresias

Vale a queda

Estabelecimentos
Picos