Viagem tranquila
Como embalar sua prancha
Por Redação Guia Waves em 24/05/16
Saiba passo a passo como embalar a sua prancha para a surf trip.
622x357
Kombosa estacionada na praia da Tiririca, Itacaré (BA), na década de 1980. Foto: Arquivo pessoal.

A sensação mais frustrante que um surfista pode encontrar durante uma viagem, é chegar ao destino final louco para tirar a prancha da capa e correr para o mar, mas se deparar com ela quebrada, trincada ou, na melhor das hipóteses amassada.

 

Infelizmente, isto acontece com muito mais frequência do que se imagina, principalmente em viagens de avião. Portanto é muito importante saber como proteger sua prancha e como despachá-la corretamente. Aqui vão algumas dicas de como embalar a sua prancha para evitar dores de cabeça. Lembre-se de sempre levar um kit de reparos na sua bagagem, com resina, catalisador, tecido e lixa, assim você mesmo pode consertar os danos mais simples.

 

 

Capa

567x189
Capa de Prancha, All Stuff. Foto: Divulgação.

 

O primeiro item a ser pensado antes de fazer uma viagem de surf é qual capa escolher para levar sua prancha. Para isso você deve levar em conta as seguintes questões:

 

- Quantas pranchas você vai levar; 
- Qual tamanho a capa deve ter. O ideal é que ela seja aproximadamente 15 centímetros maior que sua prancha mais longa, assim o comprimento extra deixará espaço para você protege-la com outros materiais;
- Qual a trajetória da sua viagem. Às vezes, vale a pena adquirir além da capa, um sarcófago para transportar sua prancha com mais facilidade.

 

Dica: Lembre-se de remover a parafina da prancha para evitar que ela derreta dentro da capa. 

 

Quilhas:

531x155
Funcionamento da quilha. Foto: Henry Lelot.

 

Um objeto plano viaja com muito mais segurança, por isso, se você possui quilhas removíveis, não economize esforços em removê-las. Se as suas quilhas não forem removíveis e você estiver planejando levar mais do que uma prancha, empilhe as pranchas alternadamente, ou seja, rabeta com bico e bico com rabeta ou, utilize caixa de quilha. Nesta etapa, é muito importante certificar-se de que:

 

- Suas quilhas estão em bom estado;
- Se os parafusos e a chave de quilha não estão espanados;

 

Dica: Você mesmo pode fazer uma caixa de quilha usando blocos de poliestireno, se preferir. Este material pode ser encontrado em lojas de material para construção.

 

Proteção

536x322
Peterson Rosa tem pranchas quebradas durante viagem de avião em etapa do World Tour. Foto: Daniel Levy.

 

A escolha mais comum entre os surfistas na hora de proteger suas pranchas é envolvê-la em roupas, cobertores e toalhas antes de colocar dentro do case. Além de economizar espaço na mala de viagem, esta opção pode ser segura se você for viajar de carro ou até mesmo de ônibus.

 

Contudo,para viagens de avião, enrolar sua prancha em tecidos não é o suficiente. Para que ela fique mais protegida é interessante utilizar materiais que sustentam a borda da prancha e as partes mais vulneráveis, como o bico e a rabeta, fazendo com que a prancha não entre em contato com a superfície de onde ela vai viajar. Para isso você pode:


- Adquirir proteções de rabeta e bico, que podem ser encontradas no mercado online e em lojas de surf;
- Utilizar blocos de isopor, encontrados em papelarias ou reutilizar algum que você tenha na sua casa;
- Cortar macarrão de piscina ao meio para envolver toda a lateral da prancha;
- Em último caso, usar caixas de papelão amarradas com fita adesiva.


Dica: É importante pensar na distribuição de peso dentro da capa, pois se o material estiver mal distribuído entre a rabeta e o bico, isto pode dificultar o transporte dela por aí.

 

Embalagem

690x512
Classificados. Foto: Reprodução.

 

Depois de colocar a proteção, você precisa embalar a prancha e estofar a capa. Pra isso utilize:

 

- Plástico bolha, de preferência do tipo que possua bolhas grandes;
- Faça o maior número de voltas e camadas possíveis com o plástico bolha em volta da prancha para ter mais segurança;
- Utilize fita adesiva ou papel filme para prender o material junto à prancha.


Dica: Lembre-se de deixar espaço para estofar a capa.

 

Estofado

622x415
Aeroporto, Peru. Foto: Erick Nagata.

 

Por fim, coloque a prancha embalada dentro de uma meia para prancha e preencha o case com tecidos, roupas e até mesmo o wetsuit antes de fechá-la;

 

- Procure não embalar equipamentos muito rígidos, como leash, por exemplo, na capa da prancha, pois eles podem ser esmagados contra ela durante a viagem e danificá-la;


- Utilize casacos e tecidos mais leves, pois tecidos muito pesados podem gerar problemas na hora de despachar a prancha.

 

Dica: Deve-se estofar a capa até ela ficar bem preenchida, assim sua prancha não vai ficar sambando dentro do case.

Agora sua prancha está pronta para viajar de avião com segurança. Vale lembrar que cada companhia aérea possui uma série de regras quanto ao despacho de pranchas de surf, por isso, verifique as normas da empresa antes de começar este processo.

Veja também
Riscos do surfe

Riscos do surfe

Como tornar sua session mais segura

Em busca das ondas

Em busca das ondas

Como encarar uma trilha

Sem roubadas

Sem roubadas

Camping para todos

Surftrip numa boa

Surftrip numa boa

Farmácia de viagem

Mundial no Brasil

Mundial no Brasil

Saiba onde ficar e comer no Rio

Estabelecimentos
Picos